Descubra o que são ETFs, como funciona e como começar a investir

Por:
Nomad
14/5/2024
|
Atualizado em
18/4/2024
15 min de leitura

Se você está buscando investir na Bolsa de Valores, brasileira ou dos Estados Unidos, saiba que o ETF é uma opção que tem despertado o interesse de boa parte dos investidores brasileiros.

Esse tipo de investimento é interessante por contemplar ativos distintos, garantindo mais diversificação do que quando você compra ações específicas. Quer mais detalhes? Então, continue lendo este conteúdo.

O que é ETF?

ETF é uma sigla para o termo em inglês Exchange Traded Funds, um fundo de ativo que costuma acompanhar ou replicar o desempenho de um determinado índice econômico, podendo seguir também algum segmento de mercado, com renda variável e dívidas (públicas ou privadas).

Na prática, os ETFs funcionam como uma espécie de fundo de investimento, já que são compostos por diferentes ativos selecionados por uma gestora de acordo com o índice seguido. Assim, são um tipo de aplicação diversificada por natureza — quando o investidor adquire um ETF, ele não fica exposto a ações de uma única empresa.

Visto que esse tipo de investimento acompanha um índice, é interessante saber se o seu desempenho seguirá o desse referencial. Ou seja, se o índice subir, o ETF aumentará seu valor. Porém, no caso de desvalorização, a baixa vai acontecer.

A negociação dos ETFs americanos acontece nas bolsas de valores do país, e os ETFs brasileiros são negociados na B3, a bolsa de valores nacional.

Quais são os riscos dos ETFs?

Podemos destacar, sobretudo, os seguintes riscos:

Risco de mercado

Assim como qualquer investimento em ações, os ETFs estão sujeitos ao risco de mercado. O valor das ações subjacentes ao ETF pode flutuar devido a fatores econômicos, políticos e eventos imprevistos.

Risco de liquidez

Embora os ETFs sejam negociados em bolsas de valores, a liquidez costuma variar. Em alguns casos, pode haver falta de compradores ou vendedores dispostos a negociar o ETF a um preço desejado, o que pode levar a spreads (diferença entre os preços de compra e venda) mais amplos. 

Risco de rastreamento

Os ETFs geralmente têm o objetivo de rastrear o desempenho de um índice subjacente. No entanto, devido a taxas, custos de transação e outros fatores, pode haver uma pequena diferença entre o desempenho do ETF e o desempenho do índice.

Risco de concentração

Alguns ETFs se concentram em setores específicos, regiões geográficas ou classes de ativos. Assim, se o setor ou região em que o ETF está focado enfrentar dificuldades, o desempenho do ETF pode ser afetado negativamente.

Riscos de câmbio

Quando você investe em ETFs do mercado americano, também corre riscos de flutuação cambial. Ainda assim, investimentos em dólar são mais estáveis e te protegem nos momentos de crises e incertezas.

E quais as vantagens de investir em ETF?

Aqui, vale falar das seguintes vantagens do ETF:

Diversificação

ETFs têm uma variedade de ativos subjacentes, o que permite aos investidores obter uma diversificação instantânea em uma única transação. Isso reduz o risco associado a um único título ou ação.

Acesso a diferentes mercados

Quando você investe em ETFs, tem a oportunidade de investir em uma ampla variedade de mercados, incluindo ações, títulos, commodities e moedas, sem a necessidade de comprar cada ativo individualmente.

Na prática, isso já traz uma carteira mais variada e facilita, por exemplo, fazer seu Imposto de Renda.

Transparência

A maioria dos ETFs divulga regularmente sua composição, permitindo que os investidores saibam quais ativos estão incluídos no fundo. Dessa forma, existe uma maior transparência em comparação com outros veículos de investimento, como fundos mútuos.

Baixas taxas

Os ETFs vêm com custos operacionais mais baixos do que outros produtos de investimento. Isso se deve ao fato de que os ETFs são projetados para replicar um índice específico, em vez de serem gerenciados ativamente.

Quer desvendar o mundo dos ETFs? Confira o segundo episódio do NomadCast com a presença de Cristiano Castro, diretor da BlackRock no Brasil. A BlackRock é uma das principais empresas de gestão de ativos e investimentos do mundo, conta com 70 escritórios em 30 países, com alcance global e relacionamentos locais.

ETFs Pagam Dividendos? Entenda o retorno dos ETFs

Sim, boa parte dos ETFs pagam dividendos. Portanto, se você tem cotas de um ETF, seja no Brasil ou nos Estados Unidos, é possível que receba essa parcela do lucro das empresas que o compõe.

A questão é: se vão fazer o pagamento dos dividendos ou não, tal qual a periodicidade e o valor das distribuições. Por isso, a decisão acaba sendo algo definido de acordo com as políticas de cada ETF.

Quando os ETFs não pagam dividendos é porque alguns podem ser focados em investimentos que não geram dividendos, como títulos de renda fixa ou commodities. Além disso, alguns ETFs podem optar por reinvestir os dividendos automaticamente em vez de distribuí-los aos investidores.

Dessa forma, é importante se informar bem a respeito desses fatores antes de optar por um ETF específico.

A dica aqui é ler atentamente o prospecto e as informações do fundo para entender suas características, incluindo se ele paga dividendos e como eles são tratados. Essas informações podem ser encontradas nos materiais disponibilizados pelo gestor do ETF.

ETF de criptomoedas: um novo horizonte para investidores

ETF de criptomoedas é um fundo de investimento que acompanha o desempenho de um determinado conjunto de criptomoedas. Assim como outros tipos de ETFs, os ETFs de criptomoedas são negociados em bolsas de valores.

Essa opção permite que os investidores obtenham exposição às criptomoedas sem precisar adquirir diretamente os ativos subjacentes. Em vez disso, eles compram cotas do ETF, que representam uma fração do portfólio de criptomoedas do fundo, o que facilita o investimento para quem prefere uma abordagem mais tradicional e regulamentada.

Os ETFs de criptomoedas contam com uma variedade de criptomoedas populares, como Bitcoin, Ethereum, Litecoin, Ripple e outras. O objetivo é fornecer aos investidores uma exposição ampla ao mercado de criptomoedas, permitindo que se beneficiem de possíveis valorizações dos ativos digitais.

Ao investir em ETFs de criptomoedas, você consegue vantagens como diversificação, liquidez, custódia segura dos ativos digitais e gestão profissional. Fora o fato de serem regulamentados por órgãos governamentais e estarem sujeitos a regras e requisitos específicos, trazendo mais segurança.

Como ganhar dinheiro com ETFs: estratégias de investimento

Siga nossas dicas para saber como ganhar mais dinheiro com os ETFs.

Opte por ETFs americanos

Assim como qualquer investimento em Dólar, os ETFs americanos podem trazer mais margem de lucro.

Os ativos americanos dificilmente sofrem influência negativa quando o Brasil passa por seguidas crises políticas e econômicas. Diferente do mercado financeiro nacional, que é impactado de forma direta.

Fora que a NASDAQ e a NYSE contam com milhares de opções de ETFs, enquanto a B3, bolsa brasileira, tem opções mais limitadas e com taxas maiores.

Investimento de longo prazo

Obtém ganhos com a valorização dos ativos subjacentes ao longo do tempo. É uma estratégia popular entre investidores que acreditam no potencial de crescimento do mercado de forma geral ou de um setor específico.

Investimento setorial

ETFs facilitam seu investimento em setores específicos da economia, como tecnologia, saúde, energia renovável, entre outros. A estratégia consiste em identificar setores que apresentem boas perspectivas de crescimento e escolher ETFs que acompanhem esses setores.

É assim que você pode se beneficiar do desempenho de empresas dentro de um setor específico!

Investimento baseado em índices

Muitos ETFs são projetados para replicar o desempenho de um índice de referência, como o S&P 500 ou o FTSE 100. Essa estratégia consiste em investir em ETFs que acompanham índices amplamente reconhecidos para obter retornos semelhantes ao desempenho desses índices.

Viu só como investir em ETFs pode ser uma forma mais interessante de investir na bolsa e no mercado estrangeiro? Agora que você já sabe o que é ETF e como funciona o investimento nesse ativo, que tal abrir uma conta corrente americana com a Nomad e começar a investir nos EUA de forma segura e mais prática? Acesse o site.

Serviços intermediados por Global DTVM Ltda.

O conteúdo disponibilizado neste artigo não constitui ou deve ser considerado como conselho, recomendação, oferta ou solicitação de quaisquer produtos ou serviços pela Nomad. Este material tem caráter exclusivamente informativo. Para saber mais, acesse https://nomadglobal.com/legal/

Compartilhe: