Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 e a abertura de fronteiras, a viagem para os Estados Unidos voltou a ocupar o imaginário dos brasileiros. Se você completou as duas doses da vacina, saiba que já está autorizado a visitar o país norte-americano. 

Estados Unidos com fronteiras abertas 

Hoje, a lista de destinos que já recebem brasileiros é extensa e inclui países de quatro continentes. Mas a principal notícia que alegrou os ânimos do brasileiro nos últimos tempos foi a abertura de fronteiras dos Estados Unidos para viajantes vacinados. A entrada de turistas estará liberada a partir do dia 8 de novembro.

Como exigência para a entrada no país, quem planeja fazer uma viagem para os Estados Unidos terá apenas que apresentar passaporte de vacinação com as duas doses da vacina contra a Covid-19 já aplicadas, assim como teste negativo realizado pelo menos três dias antes do embarque.

O coordenador da Covid-19 na Casa Branca, Jeff Zients, também esclareceu que quem estiver vacinado não precisará entrar em quarentena. O país também não indicou qualquer restrição em relação a tipos de vacinas que serão aceitos.

Visto em dia para os Estados Unidos

Além dos cuidados em relação à Covid-19, quem planeja fazer uma viagem para os Estados Unidos também deve se atentar ao visto e passaporte, que devem estar em dia até a data da viagem.

Isso significa que brasileiros precisam ter um passaporte válido durante todo o período de permanência nos Estados Unidos. É hora de tirar a poeira do seu documento e verificar a validade. Caso não esteja mais válido, pode ficar tranquilo: a emissão de passaporte no Brasil já está normalizada e é possível tirar um novo em poucos dias.

Em relação ao visto, a Embaixada e os Consulados dos Estados Unidos no Brasil ainda não retomaram as entrevistas rotineiras de vistos, suspensas desde o início da pandemia. 

Além disso, os agendamentos estão sendo programados apenas para o fim de 2022. Contudo, há a expectativa de que, com a abertura das fronteiras do país, o atendimento seja normalizado. Lembrando que, se seu visto venceu há menos de 48 meses, a renovação é mais simples e você não precisará passar por uma nova entrevista.

Outros destinos além dos Estados Unidos

No mesmo período em que a viagem para os Estados Unidos voltou a ser uma realidade, outros destinos também decidiram abrir as fronteiras, como é o caso da Argentina. 

Diversos outros países das Américas também aceitam brasileiros, como Aruba, Bahamas, Bolívia, Canadá, Colômbia, Costa Rica, México, Panamá, Paraguai, Peru e República Dominicana.

Na Europa, a Alemanha também autorizou a abertura de fronteiras aos brasileiros, desde que também apresentem teste negativo realizado em até 72 horas antes do embarque.

Outros países abertos na Europa são: Albânia, Armênia, Bélgica, Croácia, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Islândia, Liechtenstein, Portugal, República Tcheca, Romênia, Sérvia, Suíça e Ucrânia.

Regras para cada viagem

Apesar das notícias serem animadoras, não podemos nos esquecer do checklist de cuidados básicos para quem vai viajar nesse período. O primeiro deles é sempre verificar as regras do destino escolhido em relação aos turistas, especialmente porque essas informações têm mudado constantemente.

Alguns destinos, por exemplo, estão exigindo o teste de Covid-19 antes do check-in em hotéis, assim como comprovantes de vacinação e provas de quarentena logo no desembarque. 

Além disso, destinos como Canadá e República Tcheca, que também autorizaram a abertura de fronteiras para o Brasil, não estão aceitando todas as vacinas contra a Covid-19.

A dica, portanto, é entrar em contato com a companhia aérea da passagem comprada para saber todas as regras e restrições do local. Afinal, a empresa precisa garantir que os viajantes estão de acordo com as regras de cada país para onde voam.

Passagens para os Estados Unidos

Outra notícia boa para quem está planejando fazer uma viagem para os Estados Unidos é que o preço das passagens áreas está mais barato. Mesmo com o aumento da procura, impulsionada pelo avanço da vacinação, os preços médios de voos para vários dos destinos mais procurados ainda estão mais baratos que em 2019, antes do início da pandemia.

De acordo com a pesquisa do buscador de viagens Kayak, alguns destinos como Estados Unidos, Espanha e França estão com os valores de passagens mais de 20% mais baixos do que os cobrados no final de 2019.

Entre os 10 destinos mais buscados no final de setembro, o que apresenta a maior queda de preço na comparação com o período pré-pandemia é Orlando, com um decréscimo de 28%, seguido por Madri (22%) e Paris (21%).

https://lh3.googleusercontent.com/F-Xnzm8HywCoaoPXjkF6SS7_3HLQFd6EojisIYLurI7tvySQd6ThSqeuUKnfCqfgWR__d7X7yUwK1HQo5dqFK4cFpFHGyqE_o-TfP34Sb5n0o7ITUIx93oldGvka9g

Economize nos Estados Unidos com uma conta em dólar

Além das passagens, você também pode economizar mais nas suas compras durante a viagem para os Estados Unidos. Basta ter uma conta em dólar.

Quem tem conta em dólar tem mais facilidade em diversos âmbitos. Com ela, você já não precisa comprar dólar em casas de câmbio, já que consegue fazer a cotação e remessa direto por um aplicativo. Além disso, você ainda aproveita a cotação do dólar comercial, mais barato que o turismo.

Outra vantagem importante é que, quem utiliza a conta em dólar na viagem para os Estados Unidos, também dá adeus ao IOF abusivo de 6,38% dos cartões de crédito internacionais. Isso porque a conta em dólar possibilita o uso de um cartão de débito nas compras, que tem um IOF de 1,1%.

Para se ter uma ideia, com a conta em dólar da Nomad, por exemplo, você economiza até 10% nas suas compras internacionais. 

Maioria dos brasileiros quer viajar

Ao que tudo indica, o período de isolamento despertou o espírito nômade até de quem não costumava viajar.

De acordo com uma pesquisa da Morning Consult, que ouviu 500 viajantes internacionais em todo o Brasil em agosto de 2021, um quarto dos brasileiros planejam viajar a turismo nos próximos seis meses. 

E a maioria (88%) diz que viajar para fora está na sua lista de prioridades assim que a vida retomar um ritmo mais próximo ao de antes da pandemia de Covid-19. Além disso, três em cada cinco brasileiros dizem que nunca sentiram tanta vontade de explorar o exterior quanto agora.

O viajante brasileiro nunca quis explorar tanto o exterior quanto agora, em especial quando se trata de uma viagem para os Estados Unidos. Com alguns cuidados básicos em relação aos comprovantes de vacinação e teste de Covid-19, você também poderá voltar muito em breve à vida nômade.

Se esse conteúdo foi útil para você, não deixe de ler também:

Be Nomad. Be global.

Leave a Reply

vinte + 8 =