Se você está pensando em fazer investimentos nos Estados Unidos ou em manter uma reserva financeira em dólares numa conta americana, é importante entender o que é FDIC e como ele impacta o seu patrimônio.

Basicamente, o FDIC é uma espécie de seguro das contas bancárias norte-americanas, que protege o saldo dos clientes no caso de falência de uma instituição. Por isso, é importante conhecer o seu funcionamento e saber se o seu banco americano faz parte dessa cobertura. 

Neste artigo, vamos explicar o que é FDIC e tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto. Acompanhe a leitura até o final para saber mais!

O que é FDIC?

Para quem quer entender o que é FDIC, primeiramente precisa saber que trata-se de uma sigla para Federal Deposit Insurance Corporation (Corporação Federal Asseguradora de Depósitos, em uma tradução livre), uma agência independente criada pelo governo estadunidense com o objetivo de manter a estabilidade do sistema financeiro nacional e garantir a confiança da sociedade.

Essa instituição assegura que depósitos e transferências sejam efetuados, além de supervisionar as instituições financeiras para manter a segurança nas transações e proteger os direitos dos consumidores. 

Assim, o FDIC funciona como um tipo de garantia para clientes que possuem valores depositados em bancos que atuam em território norte-americano. 

Sua atuação é feita de maneira semelhante ao Fundo Garantidor de Crédito brasileiro, o FGC, que protege os investidores e correntistas no país, mas com a diferença de se tratar de uma agência pública. 

Agora que você já sabe o que é FDIC, acompanhe qual é a função desse fundo!

Qual é a função do FDIC? 

Desde sua criação pelo congresso dos EUA nos anos 1930, o FDIC tem como principal função ser um garantidor de depósitos

Assim, ele atua como um seguro que protege os consumidores em caso de falência do banco, garantindo que o dinheiro que havia sido depositado na instituição possa ser recuperado em sua totalidade, desde que esteja dentro do valor limite estabelecido pela agência. 

Por meio de sua atuação como garantidor, o FDIC auxilia na manutenção da solidez do sistema financeiro norte-americano e ajuda a evitar que uma crise bancária possa acontecer no país, promovendo um ambiente mais seguro para o funcionamento do mercado financeiro. 

Além de saber o que é FDIC, é importante entender como esse fundo funciona. Confira, a seguir!

Como funciona o FDIC

Notas de dólar
Além de aprender o que é FDIC, é essencial entender como ele funciona na prática!

O Fundo Garantidor de Depósitos assegura valores de até US$250 mil depositados em contas bancárias americanas. Assim, caso o banco declare falência ou perca o dinheiro dos clientes de forma repentina, a agência devolve a quantia para os consumidores por meio de um cheque ou depósito em nova conta no valor do saldo segurado. 

Em outras palavras, mesmo que o seu banco encerre completamente as atividades, a agência se responsabiliza por devolver o dinheiro que estava na sua conta. 

Para receber o dinheiro de volta, o cliente precisa entrar em contato com o FDIC pelo site ou pelo telefone 877-ASKFDIC (877-275-3342), por meio do qual é possível receber uma assistência personalizada sem custos adicionais

O valor de US$250 mil do seguro é válido por cada conta bancária. Ou seja, se um cliente possui mais de uma conta em bancos assegurados pelo FDIC, todas elas estarão cobertas, individualmente, em até US$250 mil. Já no caso de contas conjuntas, com mais de um titular, a cobertura é de US$250 mil por pessoa. 

A cobertura da agência se estende para conta corrente, poupanças, certificados de depósito e conta de depósito no mercado monetário. Demais produtos financeiros não estão cobertos pelo fundo garantidor, mas podem contar com seguros próprios, o que deve ser verificado com cada instituição. 

É importante lembrar, porém, que o FDIC assegura os clientes somente contra falência da instituição financeira. Problemas como fraudes, clonagens, golpes e similares devem ser resolvidos diretamente com o banco, já que a agência não tem jurisdição sobre roubos de identidade.

A importância do FDIC

A Federal Deposit Insurance Corporation foi criada em 1933, pela Lei Bancária dos EUA, no período histórico que seguiu a Grande Depressão de 1929, quando milhares de bancos decretaram falência em todo o país, ocasionando grandes prejuízos para a população americana. 

A partir da criação do FDIC, os clientes de instituições bancárias passaram a ter o seu patrimônio segurado e esse tipo de perda deixou de existir. 

Inicialmente, o limite do seguro era de US$2,5 mil, mas o valor foi aumentando ao longo dos anos para se ajustar à inflação. Em 2008, a Lei de Reforma e Defesa do Consumidor estabeleceu a atual quantia de US$250 mil de garantia por categoria de propriedade. 

Dessa forma, o FDIC desempenha um papel de extrema importância para a sociedade norte-americana, pois protege os clientes contra a falência dos bancos, gerando mais confiança entre os consumidores. 

Não só o cliente obtém de volta o valor que havia depositado, como também pode receber uma conta em funcionamento numa nova instituição bancária, por meio de um processo conduzido, inteiramente, pelo FDIC e sem custos para o consumidor final. 

Além de servir como garantidora de depósitos, a agência também supervisiona as operações das mais de cinco mil instituições financeiras do país, de forma a garantir a estabilidade do sistema financeiro e o cumprimento de leis. 

Vale lembrar que ter uma conta em dólar não significa que ela é coberta e assegurada pelo FDIC, já que alguns bancos e instituições abrem as contas em paraísos fiscais, como por exemplo, nas Ilhas Cayman. Por isso, é necessário atentar-se onde a sua conta em dólar será sediada.

Vantagens do FDIC

Homem estudando no computador
Para quem pensa em abrir uma conta nos EUA, não basta só saber o que é FDIC, é importante entender tudo o que envolve essa agência.

Para quem tem uma conta corrente ou poupança nos Estados Unidos, dispor da cobertura do FDIC é uma vantagem bastante relevante. Isso porque a agência governamental é uma instituição sólida e confiável, que protege os correntistas contra a possível falência de um banco. 

Assim, brasileiros que pensam em abrir uma conta nos EUA devem buscar por instituições cobertas pelo FDIC, de forma a ter mais tranquilidade ao depositar parte de seu patrimônio financeiro no exterior. 

É importante saber que o Fundo Garantidor de Depósitos não implica em custos extras para os correntistas, ou seja, se você abrir uma conta em um banco que tenha a cobertura garantida pelo órgão, não é necessário pagar nenhuma taxa a mais por isso. 

O que o FDIC cobre?

Para além de entender o que é FDIC, como ele funciona e a sua importância, conhecer as suas coberturas é fundamental para quem pretende abrir uma conta nos EUA. Por isso, acompanhe o que a agência cobre!

 Todas as contas de depósito, incluindo:

  • Poupança;
  • Conta corrente;
  • Certificados de depósito bancário (modalidade semelhante ao CDB brasileiro);
  • Conta de depósito no mercado monetário (Money Market Deposit Account, a MMDA). 

O garantidor não cobre, porém, outros produtos financeiros e serviços que os bancos podem oferecer, como ações, bonds (títulos de renda fixa públicos ou privados), fundos de investimento, annuities (espécie de previdência privada americana), seguros de vida ou outros tipos de seguros. 

Caso você esteja em dúvida se essa cobertura se estende ao seu banco, o site do órgão permite que os consumidores façam uma pesquisa sobre quais instituições estão protegidas.

Pronto, agora você já sabe o que é FDIC e da importância desse órgão para garantir a segurança dos investidores e correntistas nos Estados Unidos. 

A conta corrente da Nomad é baseada nos EUA e é totalmente coberta pelo FDIC, permitindo aos seus clientes ter mais segurança e tranquilidade na hora de enviar dinheiro para o exterior e fazer transações internacionais. 

Quer conhecer mais sobre esse mundo financeiro sem barreiras e ter uma conta em dólares? Acesse o site!

Be Nomad, Be Global!

Leave a Reply

dezessete + 5 =