Seja por motivos de viagem, mudança de país ou mesmo para fazer compras, enviar dinheiro para o exterior tem se tornado cada vez mais rotineiro para muitos brasileiros. No entanto, ainda é bastante comum ficar em dúvida sobre qual é a melhor maneira de fazer a transferência. 

Afinal, existem diversas opções no mercado, com taxas e especificidades bem diferentes entre si. Por isso, é importante analisar todas as alternativas e os custos envolvidos para evitar surpresas desagradáveis na hora do envio.

Se você quer saber como enviar dinheiro para o exterior, acompanhe este artigo e escolha a opção mais adequada para as suas necessidades!

Como enviar dinheiro para o exterior

Quando pensamos em como enviar dinheiro para o exterior, existem diversas alternativas que se distinguem, principalmente, quanto aos prazos de compensação e tarifas para o envio.

Confira, a seguir, 7 formas de realizar esse tipo de transação e as características de cada uma:

1. Transferência bancária por ordem de pagamento

Nessa modalidade, a transferência é feita a partir de uma agência bancária no Brasil. Basta que o cliente se dirija até a instituição onde tem conta aberta e solicite o envio de recursos por meio de uma ordem de pagamento. 

Após a confirmação da transação, o dinheiro já pode ser sacado na agência bancária fora do país indicada pelo cliente. Porém, apesar da facilidade, é preciso levar em consideração que ambas as instituições envolvidas na transferência cobrarão tarifas próprias para efetuar a operação. 

Em geral, os bancos brasileiros podem cobrar até R$ 500,00 pelo envio, enquanto os bancos estrangeiros costumam ter taxas que variam entre $20 e $40. 

Além disso, pode ser preciso arcar com uma taxação do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e a tarifa do SWIFT (Sociedade para Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais), sistema de comunicação internacional usado pelas agências. 

Para além de aprender como enviar dinheiro para o exterior, quer saber mais sobre o que é IOF? Clique aqui!

2. Conta no exterior 

Para utilizar esse método de transferência, é preciso ter uma conta bancária ativa no país para onde se deseja enviar os valores. Isso porque, ao contrário do que acontece com a ordem de pagamento, não é possível sacar o dinheiro sem ser correntista

Para a abertura de uma conta americana da Nomad, por exemplo, são necessários somente 3 coisas: 

  • Endereço válido no Brasil; 
  • Número de telefone brasileiro;  
  • Passaporte brasileiro válido. 

Já em outras instituições, é preciso apresentar alguns documentos, como comprovante de residência e de renda, além de identificação pessoal. O que acaba sendo inviável para algumas pessoas. 

Pessoa em um caixa eletrônico
Aprender como enviar dinheiro para o exterior da melhor maneira é essencial para quem deseja economizar no processo.

Vale lembrar que a transferência para conta no exterior envolve a cobrança de tarifas pelo banco brasileiro e pelo estrangeiro, que muitas vezes incidem em dólar. 

3. Agências que transferem dinheiro

Existem empresas especializadas em transferência de valores para contas no exterior, atuando em mais de 60 países. As transações podem ser feitas diretamente pelo site, aplicativo de smartphone ou ainda pelo telefone. 

Para fazer o envio, o cliente no Brasil transfere o dinheiro para a conta, como a TransferWise ou a Remessa online, que mandará o valor convertido para a conta indicada fora do país, atuando como uma intermediária na operação.

O câmbio utilizado por essas agências é o comercial, mas a empresa cobra uma taxa que varia entre 2,5% a 3,5% da quantia a ser transferida, além de IOF. 

4. Vale Postal Eletrônico 

Os Correios também oferecem uma alternativa para quem está em dúvida de como enviar dinheiro para o exterior. Trata-se do Vale Postal Eletrônico Internacional, um serviço de transferência que permite o envio de valores em euro e dólar e está disponível para cerca de 20 países conveniados.

Para fazer a operação, basta comparecer pessoalmente a uma agência dos Correios levando os próprios documentos e os dados do beneficiário no país de destino. 

A conversão cambial é feita com cotação própria no momento do atendimento, e é cobrada uma tarifa fixa de R$35,00 pela transferência, além de 1,5% do valor a ser enviado. 

Existe um limite para os envios, que varia de acordo com a localidade no exterior. Vale observar, contudo, que os Correios só permitem o uso do Vale Postal Eletrônico para transferências destinadas à manutenção de residentes ou estudantes fora do país

5. Dinheiro vivo em viagens

Para quem apenas vai fazer uma viagem internacional e quer saber como enviar dinheiro para o exterior, levar a quantia em espécie também pode ser uma opção. Legalmente, é possível portar até R$ 10.000,00 (ou valor equivalente na moeda do local). 

Em casos de valores superiores ao limite legal, é preciso apresentar uma Declaração de Porte de Valores (DPV). A Receita Federal permite que o formulário seja preenchido com antecedência pelo site, e será necessário apresentá-lo na alfândega junto à passagem aérea, documento e comprovante de câmbio. 

O não cumprimento dessas indicações pode acarretar em apreensão do dinheiro e indiciamento pela Polícia Federal. 

Cédulas de dinheiro
Conhecer as opções do mercado é essencial para quem deseja economizar ao enviar dinheiro para o exterior.

Apesar de ter uma incidência menor de tarifas, levar dinheiro vivo traz o risco de que o montante seja perdido ou roubado. Por essa razão, é preciso considerar bem as possibilidades antes de optar por essa modalidade de envio. 

Além de aprender como enviar dinheiro para o exterior, saiba qual é a forma mais segura de levar dinheiro para uma viagem. Clique aqui!

6. Casas de câmbio

Também é possível transferir dinheiro para o exterior através de casas de câmbio no Brasil, sendo a forma preferida dos brasileiros, mas não a mais econômica.

A transferência pode ser feita comparecendo diretamente a uma loja física da casa de câmbio, ou, em alguns casos, também por site ou aplicativo. 

O envio pode ser feito a partir de boleto, transferência para a conta da casa de câmbio ou pagamento em dinheiro. 

Para receber o dinheiro no exterior, basta comparecer ao banco informado na hora da transação ou à própria loja da casa de câmbio fora do país (dependendo da opção escolhida na hora da operação). 

As tarifas por transferência variam de acordo com a empresa escolhida, e há incidência de IOF sobre o valor enviado. No entanto, geralmente, as taxas são bem altas.

É importante observar também qual é a cotação utilizada pela casa de câmbio, já que muitas fazem o envio a partir do câmbio turismo, opção mais cara para o consumidor. 

7. Serviço de envio de remessa Nomad

O serviço de envio de remessas da Nomad Global é uma das melhores opções do mercado para quem está em dúvida de como enviar dinheiro para o exterior. Isso porque ele é feito a partir da própria conta do cliente nos EUA da Nomad Global, o que torna o processo de transferência bem mais simples

Para efetuar a transação, basta acessar o aplicativo da Nomad para cotar o câmbio e, em seguida, fazer um TED para a conta com o valor desejado. Em apenas dois dias úteis, o dinheiro já fica disponível para ser utilizado. Além disso, não é preciso pagar taxas de abertura ou manutenção da conta bancária. 

A cotação utilizada pela empresa é do dólar comercial, e não turismo, o que torna a conversão final mais vantajosa para o usuário. Além disso, a taxa IOF é de 1,1%, taxa muito mais baixa do que a média. 

Também existe a facilidade do recurso de cotação real time: de 1 em 1 minuto, aproximadamente, o app da Nomad Global atualiza, de acordo com o mercado, e é possível escolher o melhor momento para fazer a transferência

Agora que você já sabe como enviar dinheiro para o exterior, que tal conhecer mais sobre a conta Nomad Global e acessar um novo mundo financeiro sem barreiras?

Be Nomad, Be Global

Leave a Reply

5 × um =