Estamos passando por uma crise sem precedentes para o mercado. Fica  cada vez mais difícil entender onde investir, como diversificar a carteira de ativos e proteger o seu patrimônio.

Com isso, muitas pessoas podem se questionar: mesmo com o Dólar atingindo altas históricas versus o Real, faz sentido investir uma parte de meus investimentos nos Estados Unidos? Quais são os benefícios? Por que investir no exterior?

Se está com alguma dessas dúvidas, esse artigo é para você. Acompanhe o conteúdo e sane todas elas!

Por que investir no exterior: 4 motivos!

A resposta para essas perguntas é, de certa forma, simples. Confira, a seguir, 4 dos principais motivos para investir no exterior.

1. Mercado solidificado

Tela de computador com gráficos
“Por que investir no exterior” é uma dúvida de inúmeras pessoas, por isso, conheça alguns dos benefícios que você pode ter!

O primeiro motivo que surge quando refletimos sobre  “Por que investir no exterior?” é que você  começaria a investir em um mercado sólido e forte perante o mundo, que vem crescendo em ritmo acelerado nos últimos anos.

Existem alguns motivos que fazem dos Estados Unidos da América um dos melhores mercados para se investir:  

  •  Valorização da iniciativa privada; 
  •  Impostos leves e simples; 
  •  Segurança jurídica; 
  •  Fartura de crédito a custo baixo; 
  •  Alto consumo; e 
  •  Política monetária responsável. 

A soma desses fatores torna, tanto o mercado financeiro, quanto o País, muito atrativo para investimentos.

2. Diversificação da carteira

Pensando em responder a questão principal, “Por que investir no exterior?”, vamos ao segundo motivo, a diversificação da carteira.

Provavelmente você já sabe que quanto mais diversificar a carteira de investimentos, menores serão os seus riscos e mais altos o seu potencial de ganho.

Quer aprender mais sobre como diversificar a sua carteira de investimentos? Então, clique aqui!

3. Segurança financeira quanto à instabilidade política

O terceiro motivo para investir no exterior é a segurança financeira quanto à instabilidade política. Mas, o que isso significa? 

A política pode gerar impactos perceptíveis nos investimentos de um país, um exemplo disso são as oscilações da Bovespa nos últimos anos. Como não temos controle sobre esse âmbito, o que podemos fazer para assegurar nossos investimentos é priorizar países com organizações políticas e economias mais consolidadas e estáveis, como os Estados Unidos e a Suíça, por exemplo.

4. Valorização do dólar e inflação

Para nós brasileiros, investir nos Estados Unidos faz com que tenhamos parte de nosso patrimônio hedgeado em uma moeda forte, que sofre menos volatilidade versus o Real. 

Além do fator de valorização da moeda, existe também a inflação, que embora venha sendo controlada nos últimos meses no Brasil, é sempre um fator de risco a ser considerado. 

Ao ter capital disponível nos EUA, você conta com acesso a uma alta gama de produtos financeiros, os quais oferecem uma vantagem competitiva se comparados aos produtos disponíveis no Brasil em termos de oportunidade.

Agora que conheceu as quatro principais respostas para a questão chave “Por que investir no exterior?”, o que acha de aprender quais são as melhores oportunidades para investir no exterior morando no Brasil? Acompanhe, a seguir!

Onde realizar os investimentos no exterior

Homem estudando sobre investimentos
Quem reflete sobre “Por que investir no exterior”, certamente ainda não conhece as oportunidades que existem a partir disso, então aprenda no conteúdo quais são as principais.

Além de responder sua dúvida sobre “Por que investir no exterior”, vamos abordar quais são as principais oportunidades de investimentos fora do Brasil. Confira:

  • Índice S&P 500 – Composto pelas 500 empresas mais significativas na economia norte-americana, trata-se de empresas como Apple, Google, Disney, Coca-Cola Company, Nike entre outras de grande porte;
  • NYSE  -  New York Stock Exchange, a bolsa de valores de Nova Iorque, localizada na Wall Street, conta com mais de 1.900 ações, sendo que dessas, 1.500 são ações norte-americanas;
  • NASDAQ – NASDAQ Stock Market é o mercado de ações automatizado norte-americano onde estão listadas 2.800 ações de diferentes empresas, em sua maioria de pequena e média capitalização;

Para aprender mais sobre NYSE e NASDAQ, é só clicar aqui!

  • ETF  -  Exchange Traded Fund, de forma simplificada, um pacote de ações de grandes empresas de diversos setores, com baixo custo e grande diversificação de ativos. Estes possibilitam investir em diversos setores do mercado, tanto local quanto global, e ter uma melhor eficiência nas oportunidades que aparecem;
  • EB-5 – Modalidade de investimento para quem busca imigrar para os Estados Unidos e obter o Green Card;
  • Fundo Multimercado – Investimento diversificado entre ações, moeda, taxas de juros e renda fixa nos Estados Unidos;
  • Franchising - Para quem tem interesse em investir e empreender em solo americano, obtendo toda a assessoria que precisa para tocar seu negócio;
  • ADR – American Depositary Receipt, permite que empresas estrangeiras, inclusive as brasileiras, negociem os seus títulos nas Bolsas de Valores dos Estados Unidos. Em resumo, por meio dos ADR’s você tem acesso ao mercado internacional, abrindo portas para investir em diversos países e empresas.

Você, provavelmente, já compreendeu os possíveis benefícios de por quê investir no exterior. Portanto, saiba agora por onde começar.  

Tipos de investidores

Acompanhe, abaixo, os 3 tipos de investidores que existem e descubra qual é o seu perfil:

Conservador

Os investidores conservadores são aqueles que não estão dispostos a correr muitos riscos e optam pela segurança do que por uma alta rentabilidade.

Neste tipo, é comum dar preferência a uma maior liquidez em seus investimentos. Ou seja, existe uma preferência por um resgate mais rápido e com perdas mínimas.

Moderado

Já o investidor moderado está entre os perfis dos conservadores e dos agressivos, esse tipo está disposto a arriscar-se um pouco mais do que o anterior, pois prefere ter uma maior rentabilidade.  

Caso um investidor moderado tenha que optar entre altos riscos e um moderado rendimento, mas com garantia, ele escolherá a segunda opção, sem dúvidas.

Agressivo

O último tipo é um perfil mais desenvolvido, onde a pessoa está disposta a correr riscos e perdas, pensando, principalmente, nos ganhos em longo prazo.

Geralmente, os investidores agressivos já conhecem o mercado, a volatilidade dele e possuem uma gama de conhecimento sobre finanças e investimentos.

Qual perfil de investidor pode investir fora do Brasil?

Três pessoas conversando
Agora que já ficou claro a principal questão de “Por que investir no exterior”, aprenda quem pode investir fora do Brasil.

Para finalizar, pode ser que você esteja pensando qual desses tipos estão aptos para investir no exterior, e a gente responde: todos eles

Existem possibilidades para diferentes realidades, por exemplo, independente se uma pessoa quer investir a curto, médio ou longo prazo é possível realizar tudo isso nas bolsas de valores mundo afora.

Gostou de aprender “Por que investir no exterior”? Então, leia também os conteúdos que indicamos abaixo:

Be Nomad, Be Global

Leave a Reply

4 × quatro =